Quatorze

Faço "poesia"
Sem métrica, sem rima
Às vezes imito haicai
Mas nunca um soneto

Falo do que vivi
Do que sonhei
Do digital e do real
Sem limites e limitado

Mas não sigo regras
Nem a moda
Nem os requisitos

Não sou poeta
Só brinco com palavras
Como peças de montar

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dois lados de uma mesma coisa

Um mundo de possibilidades

Outra vez