Pular para o conteúdo principal

[Review] Agedum! Puella Magica! - Fanmade OST

Olá a todos! Hoje vamos fazer um review pouco convencional para vocês e falar de um OST Fanmade Album de Mahou Shoujo Madoka Magica. Mais alguém aí não sabia da existência de albúns fanmade antes de Madoka Magica? Eu não sabia realmente, fico curiosa inclusive em saber se existem de outras séries (meu foco é Madoka, então. . .). Mas, deixando a ladainha introdutória de lado, vamos direto a este grande trabalho a nível profissional!

Agedum! Puella Magica! - Visual Work Station



Este cd, contendo 11 faixas de trilhas inspiradas diretamente pela OST de Yuki Kajiura, foi lançado na Comiket 80 (em agosto de 2011) e mescla diversos estilos musicais, desde o eletrônico até o rock. Vejam aí a lista das faixas:

1. Sis puella magica! (Chamber Version)
2. Salve, terrae magicae (Orchestra Version)
3. Dies irae
4. Solitarines , Delight and Despair
5. Going my way
6. Oktavia von Seckendorff - risoluto e mosso
7. CAGE OF TIME
8. Nocte of desperatio
9. AXIA
10. Rules of annular
11. Sis puella magica!

Visitando a página do grupo responsável pelo album, podemos ver que eles trabalharam em algumas outras produções cooperativas, abordando desde o próprio Madoka Magica até Ragnarok. Também participam de produções de livros de ilustrações compostos pelo fandom, o que me levou a crer que diversas das ilustrações que estão associadas ao albúm são de produção do próprio grupo. Realmente um trabalho completo.

Agora falando das músicas devo confessar a vocês que foi Agedum! que abriu meus olhos para um horizonte mais amplo dentro dos fanworks musicais. Sempre estive de olho em covers e versões instrumentais tocadas por fãs de séries, mas nunca tinha visto um trabalho tão bem executado ao COMPOR músicas inspiradas na OST de uma obra. Agedum! Não se restringe à fazer versões com algum incremento, literalmente compõe sobre os sons de Madoka Magica e apresenta um trabalho magnífico.

Não há como reclamar de amadorismo ao escutar Agedum!, pois a qualidade do áudio é impecável. Vou deixar vocês tirarem suas próprias conclusões, deixando aí embaixo vídeos com as duas faixas que merecem ainda mais destaque. Confiram aí:

10. Rules of Anullar



8. Nocte Of Desperatio

Esta música aqui sim, merece um destaque enorme! Eu já tinha ficado impressionada quando escutei pela primeira vez, imagine quando descobri que existia um PV (clipe) produzido pelo próprio grupo de autoria. Está é uma composição sobre a faixa "Pugna Cum Maga" presente no segundo albúm de OST da série e tem vocais! Sim, portanto peço que deixem um pouco o preconceito de lado e escutem essa bela composição:



Enfim, um belo trabalho que, de mim ganhou uma nota máxima! (Sou fã de Madoka Magica, então difícil ne. . .). E vocês, o que acharam desse fanwork ligeramente diferente do habitual? Já conheciam o mundinho das OST Fanmades? Tem alguma outra série com albúns desse estilo que gostariam de recomendar? Deixem suas opiniões nos comentários! Quanto a mim. . . prometo trazer mais dessas coisinhas incomuns em breve.

Mais informações sobre Agedum! Puella Magica! e sobre os fanworks do universo de Madoka Magica, acessem na wiki: Puella Wiki - Fanworks
E acessem a página do Visual Work Station AQUI

Até a próxima!



Comentários

  1. Saudações


    Coletânea musical de primeira grandeza, Mazaki.

    A segunda música aqui apresentada, em particular, digna de nota. O vocal foi simplesmente fenomenal.

    Um ótimo retorno às origens, jovem amiga.


    Até mais!

    ResponderExcluir
  2. Uau, que música linda essa "Nocte of Desperatio"!

    Adorei, e como também sou "Godoka fanboy", nota máxima.
    Impressionante, não imaginava que algo assim acontecesse, procurarei sobre as outras séries que me são queridas, mas acho pouco provável.

    Obrigado, Mazaki-san, eu talvez nunca conheceria esse trabalho sem sua indicação. Arigatou Gozaimasu!(porque no nosso idioma não tem esse nível de gratidão respeitosa para utilizar...)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

UQ Holder - o novo mangá de Ken Akamatsu começa com tudo!

A estréia de UQ Holder, nova obra de Ken Akamatsu se deu no mês de agosto deste ano de 2013 e foi cercada de grande expectativa: desta vez o mangaká tinha a intenção clara de fazer um mangá de ação desde o princípio.
Talvez no Brasil o trabalho de Ken Akamatsu não seja tão reconhecido quanto poderia. Sua imagem é muito marcada pelos fanservices de Love Hina. Muitos sequer chegaram a ler sua obra seguinte e de maior sucesso comercial: Mahou Sensei Negima. O plot de um menino cercado de 31 garotas também ajudou a aprofundar o preconceito de leitores que (no meu ver pessoal) parecem valorizar demais a sexualidade nos mangás, esquecendo de analisar outros aspectos como a comédia, e, principalmente, a qualidade dos personagens.


Ken Akamatsu é um mestre em criar personagens cativantes e Negima foi um grande sucesso quando conseguiu mesclar a comédia, esses personagens apaixonantes e uma dose de ação crescente. Lutas muito bem desenhadas estão nas páginas da obra de forma cada vez mais cons…

Sobre o que fala Suzumiya Haruhi, afinal?

Suzumiya Haruhi é uma série de light novels que já conta com 10 volumes e o suspense se irão haver novas publicações ou não. A história ficou mais famosa quando se transformou em anime e então a franquia caiu no gosto do público otaku pelos seus clichês cômicos, personagens carismáticos e uma dancinha viciante para viralizar. Porém muitos acabam julgando que a obra não passa de um entretenimento barato para otakus e que não possui nenhuma mensagem intrínseca. O que é um erro e eu vou dizer o motivo:

Qualquer obra, por mais comercial e batida que seja, pode conter em si uma mensagem, talvez supérflua, talvez profunda, mas não é por causa de questões visuais ou estilísticas que deve ser ignorada essa possibilidade.

Vou citar um exemplo de conhecimento mais comum no mundo do entretenimento para deixar mais simples o entendimento.

Matrix, o filme de 1999, é uma história louca sobre pancadaria alucinada entre realidade e mundo digital? Bom, essa pode ser a cara do filme, com seus efeitos …

Comentários sobre Planetes v.1

Olá a todos!
Esse ano de 2015 tem sido muito bom para leitores de mangá que também são leitores de ficção-científica. Grandes anúncios como Akira e o relançamento de Eden (ambos pela Editora JBC) são alguns dos principais nomes desse momentos, mas outros títulos de peso também chegaram às bancas. Esse é o caso de Planetes, mangá de Mokoto Yukimura, autor também de Vinland Saga (ambos publicados pelo selo Planet Mangá, da Panini).
Comentários sobre a trama



Em um futuro próximo, onde o desenvolvimento da exploração espacial já torna possível a construção de estações e bases em alguns pontos do Sitema Solar, em Planetes acompanhamos a vida de Hoshino Hachirota (ou "Hachimaki", como lhe chamam), um jovem astronauta que tem uma das funções de menor glória: lixeiro espacial. Um trabalho exigente e necessário, mas que não é dos mais gratos.
Temos, além de  outros dois tripulantes na nave Toy Box: Yuri Mihairokov, um russo que tem um motivo bastante distinto. Além deles temos a pilo…