Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2009

Portal Otaku: sonho ou próximo passo?

Não há como negar que são muitos os otakus espalhados pelo Brasil. Com esse grande número de amantes dos animes, mangás e da cultura japonesa é natural que sites, blogs e fóruns que discutem ou geram conteúdo de interesse desse público se multiplique a cada dia. Fansubers sempre surgem para traduzir e disponibilizar novos e antigos animes, sites com j-music e anime musics, sem falar que em torno deles também existem os sites de grupos de rpg (é grande o número de otakus que também gostam de rpg afinal) ou mesmo games.
São tantos os blogs, sites, fóruns e afins que isso acabou, apesar de ser muito bom, por gerar um lado negativo muito evidente hoje em dia. Para se dar conta desse problema precisamos apenas nos fazer a seguinte pergunta: quem conheçe todos os blogs com conteúdo interessante sobre certo anime? E sobre todos os animes?
Para entender a dimensão desse questionamento, temos que pensar um pouco. Afinal, já existe tanto conteúdo, tantos sites realmente bons que ficou impossível…

Review: Maria+Holic

Perdão pela ausência de sábado, mas até os blogueiros precisam descansar um pouco no fim de semana! Não é fácil compartilhar tempo entre livros, fanfics, eventos e o blog, então dêem um desconto para esta blogueira ;D

Bom, hoje vou apresentar um review de um anime que não é desta temporada de verão, mas sim um do inicio do ano, Maria+Holic. O motivo é porque muitos ainda não conhecem essa comédia produzida pela SHAFT e Media Factory. Um anime que leva ao extremo qualquer sinonimo piada rápida.


Ah sim, é um susposto anime yuri, mas essa imagem acima é do único e maior momento yuri da série, que ocorre aos +- 7 minutos do primeiro capítulo (eu disse que tudo acontecia bem rápido). KanakoMiyamae, a protagonista de cabelos pretos na cena acima, é uma garota yuri que entra para a escola feminina Ame no Kisaki onde seus pais se conheceram com o sonho de também encontrar sua pessoa especial. A verdade é que Kanako tem alergia a homens (literalmente, ela cria graves brotoejas) e esconde uma per…

Light Novel: o fenômeno que ainda não chegou ao Brasil

Na última década os otakus brasileiros assistiram a ascensão do mercado de mangás no país. Até hoje me lembro do anuncio no já morto Band Kids do lançamento dos primeiros mangás em português: Saint Seya, Dragon Ball e Sakura Card Captors. A revolução que esses lançamento geraram ao longo dos anos está mais presente do que nunca no nosso dia a dia. Cada vez mais editoras e mais títulos são traduzidos e lançados no mercado nacional. De clássicos como Ramma ½ a títulos mais atuais como Tenjou Tenge.

Claro que as falhas nesses lançamentos existe e é alvo de constantes reclamações do público. A insistência da JBC em usar o formato de meio-tankobon, erros semânticos ou linguagem muito descaracterizada nas traduções. Atrasos, atrasos e ainda mais atrasos. Não são poucos os motivos para os otakus reclamarem. Mas isso é normal e necessário, pois é através dessa pressão exercida pelos consumidores que a qualidade do mangás pode melhorar.

Pós e contras a explosão do mercado existe, mas não vamos t…

Todo Otaku é um Nerd!

Sinto que pedras voariam em minha direção se está não fosse uma postagem em um blog, além disso eu já vou explicar o porquê dessa afirmação que para alguns parece descabida, para outros talvez coerente e para alguns ainda totalmente normal.

Para começar é muita ousadia (além de bobagem) querer taxar todos os otakus de nerds, afinal mesmo no universo otaku, que é alias enorme e bem populoso, existem diversos grupos com gostos, comportamentos e características diferentes, ainda que todos tenham em comum o gosto pelos mangás, animes e o Japão. Existem os otakus que veêm todos os anime da temporada, que baixam tudo e sabem de cada detalhe, mas há também os otakus que preferem se dedicar a fazer cosplay de seu anime favorito, ou ir aos eventos com os amigos e fazer piadas com situações de animes mais populares. Já vi de otaku-metaleiro a otaku-emo, então acho que preciso explicar um pouco melhor o porquê de eu ter afirmado no título do post que "todo otaku é nerd".

No dia a dia nó…

Personagem do dia: Mio Akiyama

Nome: Mio Akiyama
Idade: 15 anos no início de K-on!
Seiyuu: YokoHikasa
Instrumento: Baixo (canhota)
K-on! é o anime musical que tem criado mais febre no Japão e por aqui nos últimos meses, o divertido caminho que quatro amigas trilham ao seu próprio modo para tentar conquistar o sucesso. Ah quem desvaloriza a obra por conter inúmeros momentos moe(para quem não conhece o termo: moe é algo apelativamente fofo ou adorável), com certeza essa é uma das marcas da série que 13 capítulos que foi lançada na temporada de Abril desde ano, mas não é tudo o que tem a oferecer.
O anime de K-on! em si merece e vai ter um review muito caprichado aqui no Mundo Mazaki, mas isso em outra oportunidade. Hoje vamos falar da "queridinha dos fãs" de K-on! A delicada, séria e muito fofa Mio Akiyama, baixista que conquista todos os corações do público com seu carisma e sua bela voz.
Pode-se dizer sem medo de errar que da formação original da HoukagoTeaTime (nome com o qual a banda tema do anime é batizada …

Review: Tokyo Magnitude 8.0

Post quase atrasado, mas bem em tempo e com um ótimo tema.

Tokyo Magnitude 8.0 é o título desse anime que acaba de concluir seus 11 episódios e as opiniões se espalham rapidamente. Eu confesso que assisti todos os capítulos de ontem para hoje, mas o anime já havia despertado minha atenção desde que foi anunciado (foi a preguiça que me segurou antes). Agora, após terminado só existe uma possível conclusão: que anime sensacional e único!
Não difícil saber que a trama gira ao redor de um fictício terremoto de 8.0 na escala Richter que atinge a região de Tokyo. Mas a trama não foi apenas baseada nessa idéia, foram realizadas pesquisas e testes pelos produtores para retratar da maneira mais real o possível os efeitos e consequências se um desastre desses ocorresse realmente. Toda essa pesquisa e estudo foi feito para transmitir a maior sensação de realismo nos acontecimentos.
Diga-se de passagem que realismo é o que a obra mais impressionantemente consegue passar ao público. E não apenas com …

O Sucesso de Suzumiya Haruhi

Não, não estamos falando do título da décima light novel da série Suzumiya Haruhi, que a pouco tempo voltou a ser anunciada em produção. Com os capítulos inéditos reservados para a segunda temporada do anime da série talvez chegando ao seu fim (talvez porque depois de tudo o que já aconteceu antes e durante a exibição desse anime, nada seja impossível) essa é a hora de parar para admirar novamente, depois de anos, a febre do Haruhismo se espalhando pelo mundo.
Aqui no Brasil o tem-se percebido que muitos dos otakus que ainda não conheciam a série agora estão assistindo o novo/velho Suzumiya Haruhi no Yuutsu e se viciando facilmente, o que não surpreende quando se trata dessa bonita, porém louca e poderosa Suzumiya. O que acontece aqui no país não reflete tanto os acontecimentos no Japão quanto ao Haruhismo, pois lá a febre explodiu com força total em 2007, com a exibição dos 14 capítulos originais do anime, mas ainda assim mostra o poder que a série tem.
Para quem ainda não está familia…

Kobato chega, Tsubasa acabando, é o Mundo CLAMP girando!

Entre os otakus a sigla CLAMP é quase uma unanimidade de conhecimento e respeito. Muitos admiram, outros apenas conhecem por nome ("aquele pessoal de Sakura e Tsubasa né?") e alguns (não poucos) são simplesmente aficcionados por todas as obras desse grupo de quatro mulheres que com o passar dos anos parecem mais especialista na arte de nos surpreender e causar entusiasmo.
Kobato, esse é o título do próximo anime com a assinatura CLAMP a ser lançado na temporada de Outubro (chamada de temporada de Outono). A Kadokawa, estúdio responsável pela animação, já começou a divulgação com um vídeo de 30 segundos de duração, só pra deixar os fãs espalhados pelo mundo babando ( incluindo eu =)~ ). Com certeza a série promete muito, como todos os trabalhos do grupo.
Enquanto isso, finalmente, após reviravoltas e mais reviravoltas que já trouxeram náuseas a muita gente que lê o mangá de Tsubasa, Reservoid Chronicles o fim da série foi anunciado. Uma dúvida que ficou no ar, por ter sido divu…

Livro: The Disappearance of Suzumiya Haruhi

Hoje estou apresentando um review sobre o livro que li recentemente pela web (recentemente mesmo, quer dizer essa madrugada!): The Disappearance of Suzumiya Haruhi, ou O Desaparecimento de Suzumiya Haruhi, quarto livro da série de ficção-científica escrita por Tanigawa Nagaru.
Suzumiya Haruhi é amplamente conhecida no mundo pelo público apreciador de animes japoneses, uma das séries que mais causa comoção por esse público. O que passa despercebido aos olhos dos otakus menos atentos é que o anime Suzumiya Haruhi no Yuutsu é baseado na série de light novels que contam a saga do jovem normal Kyon tendo que lidar com todos os tipos de situações fantasiosas que acontecem por causa da garota chamada Haruhi Suzumiya.
Para quem não está familiarizado com o termo "light novel" é fácil explicar: Light Novels são livros que contém algumas ilustrações e normalmente não chegam a 300 páginas. Nos últimos anos diversas dessas séries de light novels vem ganhando adaptações em anime e mangá n…

O Caminho

O mundo não é perfeito, a vida não é tranquila e pacífica, os dias não são todos como gostariamos, mas mesmo assim aqui estamos. Essa é a vida, algo que não está totalmente sobre nosso controle, mas que nos dá todas as possíbilidades do Universo. Existe coisas ruins que nos fazem ficar desanimados e até sem esperança, mas também existe beleza e felicidade espalhada por ai. Duvida? A única habilidade necessária para ver essa tal "beleza impossível e mágica que seria bom que existisse" é essa: Observar.
Mas quando falo em pensar, não falo apenas de ver o que acontece ao redor, o verdadeiro ato de observar acontece quando se compreende e entende os acontecimentos ao redor. É uma habilidade difícil de se conseguir, pois só vem através da sensibilidade da alma (leia mente se preferir). Se por um lado o mundo parece cada vez pior, por outro, o dia-a-dia corrido e cheio de exigências nos torna cada vez mais mecânios, insensíveis, egoístas, isolados da natureza e uns dos outros. Sens…

O FNA ainda mora no meu coração!

Foi no ano de 2006 que o primeiro grupo engajado com mais de 3 membros que fundei surgiu: A Sociedade Nada Secreta dos Filósofos Nada Anônimos, SNS-FNA, ou apenas FNA. E hoje vou recontar e relembrar tudo sobre esse grupo único que ainda está no meu coração, e isso tudo bem ao estilo do FNA: com muito carimbó e rituais milenares!
"Carimbó???" Deve ser a primeira coisa que vem a mente ao se ler isso, mas vou avisando que nunca na minha vida vi uma apresentação dessa típica dança do estado do Pará. A verdade é que para o FNA tudo sempre deveria ser esdrúxulo e incomum ao extremo. As idéias mais absurdas é que governavam esse grupo que nasceu de pessoas incomuns com uma filosofia incomum.
Clero, Marian, Wayne e Mazaki (estou usando apenas seu nicks porque fica mais legal e no clima do FNA =P).O grupo iniciou em uma manhã qualquer com aulas atrasadas, diante de um debate político, onde, após perceber que o Brasil estava preso em uma teia de poderes que nada faziam de efetivo para …

Um pouquinho de cada lugar

Manaus e Rio Grande, duas cidades tão diferentes que poderiam ser chamadas de opostas. Até mesmo os ceps são opostos! (Manaus = 69000-000 Rio Grande = 96000-000, apesar de isso não ser realmente grande coisa)
Em uma, faz um calor que chegou semana passada a 42 graus, isso em meio a prédios, engarrafamentos terríveis (piorados pelas obras no trânsito visando a Copa de 2014) e muita correria. Já a outra, uma manhã de 5 graus, praças e praças sem fim, ônibus que nem precisam de numeração de tão poucas rotas. Talvez seja de se perguntar como eu pude trocar o "Corre corre da cidade grande" pela calmaria de Rio Grande, provavelmente exatamente a calma seja um dos motivos, apesar de não ser nem de longe o principal.
Hoje vou mostrar algumas das fotus que tirei (de Manaus) e tenho tirado (de Rio Grande), não são obras de arte, com certeza, eu que convivo perto de pessoas que estudam artes visuais não tenho nem coragem de brincar dizendo que produzo arte. A verdade é que sou até uma pé…

O Valor de cada instante

Ainda que os problemas sempre existam, que os políticos sempre nos roubem, que o bem nunca pareça realmente vencer porque na verdade sempre surge um novo mal para enfrenta-lo. Ou ainda mesmo que o café seja amargo ou as contas não estejam pagas, existe motivos para sorrir.
Um dado muito interessante que saiu em uma pequena nota da edição dessa semana da revista Época conta que uma pesquisa americana apontou o Rio de Janeiro como a cidade mais feliz do mundo. A pesquisa incluiu cidade de mais de 20 países para chegar a esse resultado e a cidade do carnaval ficou acima de outras como Barcelona no índice de felicidade.
Fico realmente feliz pelos cariocas se sentirem tão bem assim com a vida, mas essa pesquisa realmente faz pensar em diversas coisas. Afinal, pelo menos na minha terra-natal, pensar em viajar para o Rio de Janeiro é "correr risco de vida, afinal é uma cidade dominada pela violência". Não pensem que estou fazendo uma afirmação preconceituosa contra os cariocas, mas …

Era uma vez um lugar chamado Rio Grande

'Rio Grande', sim, esse é o nome do lugar. Cidade fadada a ser ignorada pelos meus conhecidos de outras partes do Brasil, principalmente Manaus, que sempre acham que estou me referindo ao estado do 'Rio Grande do Sul' qundo falo do Rio Grande. Não, é uma cidade chamada Rio Grande, no sul do RS sim, no litoral. É aqui sim que tenho enfrentado desafios da vida sem perder nenhum segundo o sorriso no rosto.
Realmente foi algo bem chocante sair de Manaus em pleno início de vazante (e calor ainda mais insuportável que na época de cheia) e chegar em Rio Grande num agradável dia de começo de inverno, com chuvas e temperatura amena, menos de 15 graus.... o que eu nunca tinha sentido em 20 anos de Manaus.
Tive diversas impressões assim que cheguei, é claro, como já tinha tido em Brasília, apesar de lá nem ter saído do aeroporto (outra oportunidade posso até relatar a grande prova de resistência que foram as mais de 12 horas morando no aeroporto internacional JK). Claro que vim par…

Relevante ou não

Bom, a vida é assim, agente conseguem emprego, mas sabe que não vai pagar as dívidas com ele, mas que pelo menos ainda terá onde morar, o que é muito alias. Realmente não quero que ninguem se iluda de que é muito fácil revolucionar a própria vida, porque não é! Se sofre, se anseia e sente medo de dar tudo errado. O importante pra mudar a própria vida na verdade, continuar a ser o que sempre foi a principio: um motivo verdadeiro que seja verdadeiro até o fim. Pois, quando se achar no aperto, sem saber se haverá um teto ali pra abriga-lo daqui a umas semanas, apenas o motivo pra toda essa revolução é que vai fazer com que exista significado nessa luta.

Uau, quanta coisa filosófica escrita de uma só vez! Na verdade isto que acabei de escrever é um conselho e reflexão também para mim mesma, que passo por esse duro processo de se reestabilizar na nova viva revolucionada. Provavelmente vai ficar tudo certo comigo (só espero que o dono do imóvel seja compreensivo ou meu novo chefe pra me adia…