Pular para o conteúdo principal

Mousukoshi, Mousukoshi...

"Kimi no kokoro ni chikazuitara..."

Hehehehe, olah a todos! Olha eu aqui de novo depois de um tempão de atraso!!! Perdão por isso, mas o meu TCC e a Facu estão exigindo muito de mim e tenho ficado completamente sem tempo. Tecnologia da Informação é mesmo a área mais incrível de todas das Ciências, mas é exigente. Bom, não precisam ficar preocupado com esta que vos escreve, são coisinhas de uma vida a 1000%.

Mas voltando ao título do post...

Esse é o trecho da uma música chamada "Mousukoshi" do anime "Midori no Hibi" (eu aconselho, você nunca esperaria se apaixonar tanto por um anime de 13 episódios). Eu coloquei esse trecho tanto por que adoro essa música tanto porque foi cantando ela no palco do AJP 2008 (maior evento de anime daqui do AM) que eu participei de meu primeiro concurso de Karaoke!

Foi incrível, ridículo e inesquecível ao mesmo tempo! Nunca vou esquecer daquela diversão! Foi tão legal que já estou ensaiando outras 4 músicas pra próxima vez!!! Reason (XXXHolic), Yume no Tsubasa (Tsubasa Reservoid Chronicle), Loop (Tsubasa Reservoi Chronicle) e Magical Happyness (Negima!?... eh claro!). Pena eu não ter ficado pra conferir o resultado... mas o melhor mesmo foi cantar, foi divertido e evengonhante mesmo!

E por falar em AJP 2008... CADÊ OS NEGIMÁTICOS DE MANAUS?!?!?! Puxa, aqui é só Naruto e Bleach pra todo o lado! Será que estou só em meu negi-vício??? Cadê esse pessoal??? É nessas horas que sinto falta de entrar no Orkut... pelo menos pra isso ela serve...

Bom, aqui vai meu apelo: Se existem outros Negimáticos em Manaus... APRESENTENCEM-SE! VAMOS!

Bom, como estou sem tempo pra nada, vou adotar uma nova estratégia para atualizar esse blog: textos mais curtos e 1 vez por semana. Certo? É assim que farei para tentar manter o blog atualizado. Ainda bem que tenho uma força do "JohaoCarl" no Negima Kingdom...

Bem, pra fechar o post dessa semana, vou mandar abraços pra uma galera que mora no meu coração (e não é que ainda sobre espaço mesmo com meu BIG_LOVE e Negima! !!!):

Marian! Adoro vc!!!
Breno! Grande amigo batera!
Adriele! Paty, mas gente boa mesmo assim!
JOHN!!! vc é meu irmão pra sempre!!!!
Rafa-sensei! Ainda lembro de vc viu!?
Rerisson! Olha vc aki no meu blog de novo! Meu companheiro de fics e tal...
Wandey! Fofo! vc me surpreendeu sabia?! Abração pra vc!
Se-chan! Vê se volta logo pra civilização!!!
Milk! A escritora mais doida que eu já conheci! além de mim é claro!!!
Robson! A quanto tempo eu não te via hein!?
Areka-neechan! Mais uma amiguinha otaku!!!


Vou indo, mas volto em breve! Não esqueci do texto, hein Wandey! logo logo eu posto aqui com dedicatória!!!

"Daikirai na boku juukyuu sai..." e...

Matta ne!!!

Comentários

  1. hehehe



    foi mui mui legals v vc cantandu

    inda lembro de qd c foi se inscrever e disse q tinha q viver intensamente :)

    uia mazaaaaaaaaaaaaki-chan(quase perco a voz torcendo por ela)

    heuheuue

    taum lindona a mazaki cantandu *_*

    hauhauhaua

    bigadaum por ter lembrado de mim no blog hehehe

    ^^

    hehehei eu li o texto, tou morto de sono mas li,¬¬ 11:00 eh fogo
    te falo amanha

    bejaum

    ;*

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

UQ Holder - o novo mangá de Ken Akamatsu começa com tudo!

A estréia de UQ Holder, nova obra de Ken Akamatsu se deu no mês de agosto deste ano de 2013 e foi cercada de grande expectativa: desta vez o mangaká tinha a intenção clara de fazer um mangá de ação desde o princípio.
Talvez no Brasil o trabalho de Ken Akamatsu não seja tão reconhecido quanto poderia. Sua imagem é muito marcada pelos fanservices de Love Hina. Muitos sequer chegaram a ler sua obra seguinte e de maior sucesso comercial: Mahou Sensei Negima. O plot de um menino cercado de 31 garotas também ajudou a aprofundar o preconceito de leitores que (no meu ver pessoal) parecem valorizar demais a sexualidade nos mangás, esquecendo de analisar outros aspectos como a comédia, e, principalmente, a qualidade dos personagens.


Ken Akamatsu é um mestre em criar personagens cativantes e Negima foi um grande sucesso quando conseguiu mesclar a comédia, esses personagens apaixonantes e uma dose de ação crescente. Lutas muito bem desenhadas estão nas páginas da obra de forma cada vez mais cons…

Sobre o que fala Suzumiya Haruhi, afinal?

Suzumiya Haruhi é uma série de light novels que já conta com 10 volumes e o suspense se irão haver novas publicações ou não. A história ficou mais famosa quando se transformou em anime e então a franquia caiu no gosto do público otaku pelos seus clichês cômicos, personagens carismáticos e uma dancinha viciante para viralizar. Porém muitos acabam julgando que a obra não passa de um entretenimento barato para otakus e que não possui nenhuma mensagem intrínseca. O que é um erro e eu vou dizer o motivo:

Qualquer obra, por mais comercial e batida que seja, pode conter em si uma mensagem, talvez supérflua, talvez profunda, mas não é por causa de questões visuais ou estilísticas que deve ser ignorada essa possibilidade.

Vou citar um exemplo de conhecimento mais comum no mundo do entretenimento para deixar mais simples o entendimento.

Matrix, o filme de 1999, é uma história louca sobre pancadaria alucinada entre realidade e mundo digital? Bom, essa pode ser a cara do filme, com seus efeitos …

Comentários sobre Planetes v.1

Olá a todos!
Esse ano de 2015 tem sido muito bom para leitores de mangá que também são leitores de ficção-científica. Grandes anúncios como Akira e o relançamento de Eden (ambos pela Editora JBC) são alguns dos principais nomes desse momentos, mas outros títulos de peso também chegaram às bancas. Esse é o caso de Planetes, mangá de Mokoto Yukimura, autor também de Vinland Saga (ambos publicados pelo selo Planet Mangá, da Panini).
Comentários sobre a trama



Em um futuro próximo, onde o desenvolvimento da exploração espacial já torna possível a construção de estações e bases em alguns pontos do Sitema Solar, em Planetes acompanhamos a vida de Hoshino Hachirota (ou "Hachimaki", como lhe chamam), um jovem astronauta que tem uma das funções de menor glória: lixeiro espacial. Um trabalho exigente e necessário, mas que não é dos mais gratos.
Temos, além de  outros dois tripulantes na nave Toy Box: Yuri Mihairokov, um russo que tem um motivo bastante distinto. Além deles temos a pilo…